NotíciasSem categoria

Inovação em ensino remoto: Educação 3.0 na rede das escolas técnicas

Por 24 de setembro de 2020setembro 30th, 2020Sem comentários

A última fase do curso de Educação 3.0 ofertado pelo Projeto NEO Brasil, em parceria com o CESAR School, foi finalizada em 10 de setembro, formando dois servidores representantes de cada uma das 16 Gerências Regionais de Ensino do estado. A turma recém formada se junta aos demais 295 educadores já formados na mesma metodologia, no contexto do NEO Brasil. O intuito da Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco agora é, a partir de novembro, expandir as inovações metodológicas introduzidas pela Educação 3.0 para todos os professores da rede de Escolas Técnicas, beneficiando, assim, os alunos da rede pública.

Diferente das capacitações anteriores, a formação desta vez foi totalmente realizada através de plataformas digitais agregando ao currículo dos cursistas a prática de ensino e aprendizagem remotos. “A Aliança NEO fez do limão uma limonada. Quando a pandemia estourou e nós não pudemos continuar com a formação presencial, a Aliança NEO e a CESAR School pactuaram um formato dessa formação que foi ainda melhor que o presencial. Os professores experimentaram metodologias que eles nunca haviam utilizado”, declara o Gerente Geral de Educação Profissional da Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco, George Bento.

Juliana Araripe, professora da Cesar School e responsável pedagógica pela formação em Educação 3.0, Juliana Araripe.

Mesmo que a adaptação ao novo formato tenha passado por contratempos iniciais, os cursistas terminaram por desenvolver uma série de habilidades digitais, como fluência nas plataformas de videoconferência, prototiparam jogos e infográficos, aperfeiçoaram as competências de comunicação e colaboração digital. “Foi um desafio grande fazer a adaptação do presencial para o remoto. O ensino remoto e o presencial são completamente diferentes, em várias características. Mas funcionou super bem! Outro desafio que a gente tinha era a lacuna de competências digitais na formação dos professores no geral. Acessar essa formação remotamente dependia muito da fluência digital dos cursistas, mas nosso modelo de formação de professores é para que eles aprendam novas metodologias, vivenciando essas metodologias”, pontua a responsável pedagógica e professora do curso, representante da CESAR School, Juliana Araripe. Ao fim do curso, os participantes criaram, com uso de ferramentas digitais, o plano de multiplicação.

Multiplicação esta que é o próximo passo no projeto de implantação de Educação 3.0 em toda a rede de ensino pernambucana, com início previsto para novembro deste ano. “Cada gerente regional irá criar um plano de ação, com a estratégia de multiplicação, que será para replicar essa formação que eles receberam para os professores das escolas de suas regionais. No primeiro momento a multiplicação será no modelo remoto, mas nós queremos, sim, uma prática presencial, no futuro, que será muito importante para a prática do professor que é presencial, porque suas aulas são presenciais”, esclarece Bento. O impacto positivo das formações anteriores já está sendo sentido em sala de aula, e será potencializado com a multiplicação para todas as regionais, com previsão de resultados já para o ano que vem.