Notícias

Inovação na educação impulsiona a formação profissional

Por 16 de outubro de 2020outubro 18th, 2020Sem comentários

Alinhar a formação de jovens às expectativas do mercado de trabalho já era um desafio, que foi intensificado ainda mais com as incertezas impostas pela pandemia. O projeto NEO Brasil – Novas Oportunidades de Emprego para Jovens introduziu tecnologias inovadoras em educação no ensino público e deixou um legado de melhorias no ecossistema de empregabilidade para os jovens. Em Pernambuco, a iniciativa, coordenada pelo Instituto Aliança, com articulação entre 9 instituições do  governo, da sociedade civil e de empresas, está em vigor desde 2017 e finaliza seu primeiro ciclo neste mês de outubro. Para compartilhar os resultados de três anos de atuação, na próxima terça, dia 20, ocorre o encontro online NEO Brasil: um legado de inovações para o futuro. Começa às 16h, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube do Instituto Aliança, as inscrições são gratuitas e já estão abertas. Mais informações sobre a programação e sobre o legado do projeto NEO, você encontra aqui.

Direta e indiretamente, cerca de 80 mil estudantes colhem os frutos das intervenções do projeto NEO na rede de ensino. Jovens como a Yasmin Moraes, ex-aluna da ETE Miguel Batista, no Recife, que hoje cursa Engenharia Ambiental na UFRPE: “Eu ficava mais engajada nas aulas principalmente por conta da Educação 3.0. Foi muito bacana, estimulou bastante minha autonomia como estudante, meu autodidatismo. É interessante que na graduação estou cursando uma disciplina de empreendedorismo, e a formação que eu tive na escola, pela Aliança NEO, eu já tive noções de empreendedorismo, o que me ajudou muito”.

Implantado em dez países da América Latina, o NEO é uma iniciativa internacional com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)/BID LAB. A sua atuação no estado beneficiou 142 organizações, dentre elas Agências do Trabalho, Gerências Regionais de Educação, escolas técnicas da Secretaria de Educação e do SENAI.

Além de reflexos positivos para jovens que seguiram a carreira acadêmica, os aprendizados transmitidos pela Aliança NEO também se aplicam àqueles que quiseram ingressar diretamente no mercado de trabalho. Joyce Silva, ex-aluna ETE Luiz Dias Lins, trabalha no departamento financeiro da empresa Master Carnes e credita o seu bom desempenho na função aos conhecimentos aprendidos com o projeto. “O NEO nos ensinou a base técnica mas de uma forma moderna. Trabalhavam muito isso na gente, de não esquecermos quem nós realmente somos, nossa essência. Isso foi muito importante para mim tanto pessoalmente quanto profissionalmente”, afirma Joyce.


Yasmin Moraes e Joyce Silva, jovens NEO e ex-alunas de Escolas Técnicas Estaduais.

Essa tendência de formar jovens com diferenciais para o mercado de trabalho está prevista para ocorrer em maior escala, em toda a rede de ensino estadual, assim que começar o processo de multiplicação do curso de Educação 3.0, previsto já para novembro deste ano.

A formação, ofertada a professores e gerentes regionais da rede pública, foi construída e ministrada em parceria com a CESAR School, responsável por estimular os educadores a desenvolverem aptidões inovadoras de ensino, buscando alinhar as ferramentas tecnológicas à realidade das escolas onde atuam. “Foi uma formação transformadora. Foi um curso que nos mostrou onde nós estamos e onde precisamos chegar, no tocante ao uso de tecnologias. Essas metodologias vão beneficiar professores e estudantes da nossa região porque ela virá para promover uma alfabetização digital ou desenvolver a competência digital”, prevê Maria José dos Santos Costa, coordenadora geral de Educação Integral e Profissional da Gerência Regional de Educação Sertão Alto Do Pajeú, localizado no município de Afogados da Ingazeira – ela faz parte do grupo dos 363 profissionais capacitados em Educação 3.0 em Pernambuco.


Maria José, um das cursistas da formação em Educação 3.0.

O NEO FORA DAS SALAS DE AULA – Por investir no ecossistema de empregabilidade como um todo, o projeto NEO atuou, desde 2017, também em outros setores. Partindo dessa premissa, 18 Agências de Trabalho tiveram 38 profissionais de intermediação e captação de vagas capacitados, preparando-os para entenderem as características e necessidades do mercado de trabalho para jovens – ecoando nos mais de 4 mil jovens encaminhados para vagas de trabalho, só nos últimos meses.

Desde o início, o programa teve também o alinhamento com questões de gênero, proporcionado por meio da participação transversal da Secretaria da Mulher de Pernambuco, que ofertou apoio político e técnico em todas as ações do projeto NEO. Outros destaques de articulação intersetorial foram desenvolvidos através da realização do Fórum NEO, que sensibilizou empresas sobre a aplicação da Lei de Aprendizagem e promoveu a inauguração do Espaço Aprendiz, localizado na sede da Superintendência  Regional do Trabalho. Além disso, outro marco educacional do NEO foi a série no Youtube “Pega a visão: um novo olhar sobre trabalho para as juventudes” – que com oito episódios gerou 1.730 certificados para os jovens participantes.